Entries by Roberto Mendes

Amarre suas botas!

    Diz a lenda que um economista e um especialista em marketing andavam pela floresta e se depararam com um terrível urso pardo. Faminto com sues 2,4 metros, garras enormes, cara de poucos amigos e muita, muita fome. O economista, achando que entendia de tudo, começou a falar: – Não temos chances. Ele é […]

Orgulho de servir

    Vivemos em uma sociedade de consumo, assim, aonde há consumo, há quem consuma. E para cada um que consome, há no mínimo um que sirva. Nesta matemática, se as pessoas não tiverem prazer e felicidade em servir, teremos uma legião de infelizes. A pergunta é: teremos ou temos? Servir é atender, é satisfazer, […]

Sapo cansado!

  O que faz o sapo pular, diz a lenda, é a necessidade. Cara gordinha, jeito folgado, perna cumprida, fica ali sentadão, por horas, em torno da luz, esperando um inseto dar mole… Personagem comum aos contos de fada, sapos viram príncipes e alucinam princesas, os sapos estão por aí, cansados de serem negligenciados, pior, […]

Sedução e mercado.

  Lingerie é sedução. Sedução para quem vê, veste, fabrica e vende. Cada um, seduzido ao seu modo, a lingerie parece ser o sonho de consumo de muitos, e talvez exemplifique como poucos, muitas das nossas essências humanas. No mundo da sedução há (ou pode haver) prazer, frustração, competição, envolvimento, egoísmo, cooperação, exibição, voyerismo, entrega, […]

Fevest – crise ou criação?

  Curioso como o mundo trama pela derrocada. Muitas vozes se levantam para reverberar problemas, poucas para solução e quase nenhuma alardeia as boas novas. Num mercado com crise, mudanças são naturais, reorganização de modelos até então estáticos são imprescindíveis, e vender é tão necessário como sempre. Como vender se há uma crise? É claro […]

Limonada e oportunidades.

  Crise é igual ao conceito de concorrente. Melhor sem, mas já que existe, tiramos proveito. Limonada é a palavra de ordem, afinal se o horizonte são limões, que façamos limonada. A primeira característica de uma crise, que pode ser muito vantajosa, é peneirar o mercado. Só os fortes, os mais bem adaptados saem saudáveis […]

O marketing é preconceituoso

  Nada melhor para os negócios do que um pouco de preconceito. Preconceito ajuda a criar claramente ideias e posições sobre pessoas, grupos, targets… Não há nada mais errado do que acreditar que somos todos iguais. Somos, para o consumo, todos diferentes, quando muito,  parecidos, mas em muitos momentos grupos totalmente diferentes e quanto mais […]

Política e Mercado

    A capacidade de geração de negócios está diretamente atrelada à capacidade do estado (poder público) de nos deixar prosperar. É notório que o estado é incapaz de ajudar, seu histórico pífio em cuidar do que lhe é obrigação (como saúde, educação e segurança pública) demonstra, para qualquer leigo, sua limitação em gerir o […]

Copo cheio ou copo vazio?

    Há muita discussão sobre se o copo está cheio ou se o copo está vazio, e todos os desdobramentos sobre ser otimistas e pessimistas. O marketing é mesmo fascinante porque mais do que discutir teorias, usa muitas situações empíricas para determinar comportamentos e alterar resultados de vendas. Dizem que o pessimista diz sempre […]

Visão 720 graus.

  Ver é olhar à frente, enxergar é olhar para os lados e vislumbrar é olhar em todas as direções. O profissional e empresa deste tempo precisa ter a capacidade de ver e se ver como alguém completo, capaz de reconhecer suas qualidades e seus defeitos, suas aptidões e suas limitações, potencializar tudo que tem […]